Publicado por: lucianonanzer | domingo, 31 maio 2009 - 10:52 PM

Atenção secretários municipais e cargos de confiança…

cartao_amarelo1 Sexta-feira na entrevista do Prefeito Municipal na rádio 87,9 FM ele foi bem claro no sentido de que está estudando alteração em seus cargos de confiança…

Segundo ele alguns já estão com cartão amarelo, e o vermelho está bem próximo!

Disse ainda que a administração municipal é como um time, o atleta tem que marcar gol!

PS. Respondam os bilhetes que ele envia !

O Blog do Luciano é um espaço aberto a todos que queiram deixar suas opiniões, fique a vontade deixando a sua e vendo as dos internautas clicando em comentários logo abaixo.

Anúncios

Responses

  1. Luciano, confirmo a sua informação, pois como responsável do Jornal da Cidade na 87,9 FM, quando da entrevista do prefeito Dr. Hermínio de Laurentiz Neto, ele disse de alto e bom som…
    Que está cansado de mandar bilhetes para alguns secretários e cargos de confiança e nada está sendo resolvido…
    E foi além… não fará apenas a substituição, irá também desligar o(a) envolvido(a) da sua equipe…
    Como se percebe… teremos novidades no alto e médio escalão da prefeitura. Com o objetivo de acertar no início do ano com a escolha dos assessores, o prefeito deixou claro… que não vai persistir num possível erro…
    As necessidades da cidade permanecem em primeiro plano… E pela sua agilidade na administração quer que sua equipe acompanhe o seu raciocínio…
    Vamos esperar… Gabriel Rodrigues

  2. Luciano 1 abraço

  3. Há sempre a necessidade de consertar aqui e alí. Equipes de trabalho são como times de Voley e Futebol… As vz uma boa bronca ajuda.

    Boa Semana a todos.

  4. Parabéns ao Prefeito por olhar e se necessário reajustar seu time. É com esses e outros detalhes que o eleitor vai conhecendo quem está à frente. Espero que seja um bom trabalho.

  5. Pode ter certeza, faz um mal plano aquele que não admite modificações.Oportunidades surgem para todos basta abraça-las e responder a altura,buscando conhecimento e qualificações.Muitos cargos penssam da seguinte maneira “vou ficar mais 4 anos de boa” A realidade hoje é outra.

  6. Em começo de campeonato um time começa a empatar muito ou perder jogos a torcida sempre fica brava.
    Em administração pública o que está em jogo é algo maior.
    Penso que há muitas comparações, muito gente se achando mais do que é e julgando sem conhecer direito.
    É preciso com o tempo acertar aqui e ali e , reconhecidamente : há pessoas capacitadas buscando acertar, mas talvez ainda aquele “jogador” que “não entendeu o que seja obedecer o esquema tático do técnico”.
    O Prefeito usou o termo “cartão amarelo” como uma advertência e está mais do que claro o recado. Mas é importante verificar que este recado serve para todos os servidores, afinal é o Administrador do Municipio quem está dizendo e demonstrando um certo descontentamento.
    Acredito que haja muitas pessoas boas na equipe de trabalho, mas sempre existe algum pavão que se acha mais que os outros, ou que não demonstre em um primeiro momento mas que em suas ações deixe transparecer isso.
    É preciso e necessário dar um algo mais, buscar trabalhar em conjunto e ouvir mais as pessoas com quem trabalha. Antes de criticar é preciso olhar pra dentro de casa, talvez o problema esteja com as pessoas mais queridas e que detem maior responsabilidade , digo : afinidade política e cargo de confiança ou mesmo na falta de cordialidade destes e respeito para com subordinados, algumas pessoas por tratarem com desigualdade servidores que na prática são iguais incorrem no erro de desmotivar e não conseguir maiores e melhores resultados.

    A hora é de trabalhar.

  7. Havia um Rei muito egocêntrico que adorava roupas bonitas. Esse Rei enviava emissários por todo o país com a missão de comprar roupas diferentes. Os seus guarda-roupas estavam entulhados com ternos, sapatos, gravatas de todas as cores e estilos. Eram tantas as suas roupas que ele estava muito triste porque seus emissários já não encontravam novidades.
    Dois espertalhões ouviram falar do gosto do Rei pelas roupas e viram nisso uma oportunidade de enriquecerem às custas da vaidade da Majestade. A vaidade torna bobas as pessoas e elas passam a acreditar nos elogios dos bajuladores.
    Pois os dois espertalhões foram até o palácio real e anunciaram-se na portaria, apresentando o seu cartão de visitas: “Doutor Fulano e Doutor Ciclano , especialistas em tecidos mágicos.”
    O Rei já havia ouvido falar de tecidos de todos os tipos, mas nunca ouvira falar de tecidos mágicos. Ficou curioso. Ordenou que os dois fossem trazidos à sua presença.
    “Falem-me sobre o tecido mágico”, ordenou o Rei. Um dos espertalhões, o mais loquaz, se pôs a falar. “Majestade, diferente de todos os tecidos comuns, o tecido que nós tecemos é mágico porque somente as pessoas inteligentes podem vê-lo. Vestindo um terno feito com esse tecido Vossa Majestade será cercado apenas por pessoas inteligentes, pois somente elas o verão…”
    O Rei ficou encantado e imediatamente contratou os dois espertalhões, oferecendo-lhes um amplo aposento onde poderiam montar os seus teares e tecer o tecido que só os inteligentes poderiam ver.
    Alguns dias depois o Rei mandou chamar o Ministro da Educação e ordenou-lhe que fosse examinar o tecido. O Ministro dirigiu-se ao aposento onde os tecelões estavam trabalhando.
    “Veja, excelência, a beleza do tecido”, disseram eles com a mãos estendidas. O Ministro da Educação não viu coisa alguma e entrou em pânico. “Meu Deus, eu não vejo o tecido, logo sou burro…” Resolveu, então, fazer de conta que era inteligente e começou a elogiar o tecido como sendo o mais belo que havia visto.
    “Majestade”, relatou o Ministro da Educação ao rei, “o tecido é incomparável, maravilhoso. De fato os tecelões são verdadeiras magos!” O rei ficou muito feliz.
    Passados mais dois dias ele convocou o Ministro da Saúde e ordenou-lhe que examinasse o tecido. Aconteceu a mesma coisa. Ele não viu coisa alguma. “ Meu Deus”, ele disse, “ não sou inteligente. O Ministro da Educação viu e eu não estou vendo…” Resolveu adotar a mesma tática do Ministro da Educação e fez de conta que estava vendo. O Rei ficou muito feliz com o seu relatório. E assim aconteceu com todos os outros Ministros. Até que o Rei resolveu pessoalmente ver o tecido maravilhoso. Mas, como os Ministros, ele não viu coisa alguma porque nada havia para ser visto. Aí ele pensou: “Os Ministros da Educação, da Saúde, das Finanças, da Cultura, do Turismo viram. São inteligentes. Mas eu não vejo nada! Sou burro. Não posso deixar que eles saibam da minha burrice porque pode ser que tal conhecimento venha a desestabilizar o meu governo…” O Rei, então, entregou-se a elogios entusiasmados ao tecido que não existia.
    O cerimonial do palácio determinou então que deveria haver uma grande festa para que todos vissem o rei em suas novas roupas. E todos ficaram sabendo que somente os inteligentes as veriam, dessa forma convidaram todos os cidadãos para a solenidade.
    No dia do evento, a cidade engalanada, bandeiras por todos os lados, bandas de música, as ruas cheias, tocaram os clarins e ouviu-se uma voz pelos alto-falantes:
    “Cidadãos do nosso país! Dentro de poucos instantes a sua inteligência será colocada à prova. O Rei vai desfilar usando a roupa que só os inteligentes podem ver.”
    Canhões dispararam uma salva de 10 tiros. Rufaram os tambores. Abriram-se os portões do palácio e o Rei marchou vestido com a sua roupa nova.
    Foi aquele ooh! de espanto. Todos ficaram maravilhados. Como era linda a roupa do Rei! Todos eram inteligentes.
    No alto de uma árvore estava um menino a quem não haviam explicado as propriedades mágicas da roupa do Rei. Ele olhou, não viu roupa nenhuma, viu o Rei pelado, ficou indignado com tanta hipocrisia e não se conteve. Deu um grito que a multidão inteira ouviu: “O Rei está nu!”
    Foi aquele espanto. Um silêncio profundo. E uma gargalhada mais ruidosa que a salva de artilharia. É que o menino fez o que todos estavam com vontade de fazer, mas tinham receio porque o Rei poderia não gostar e mandar punir a quem se atrevesse, mas nesse momento não teve mais como conter e todos os presentes gritaram também: “ O Rei está nu, o Rei está nu…”
    O Rei tratou de tapar as partes com as mãos e voltou correndo para dentro do palácio.

    Tem rei que tá de olho…. Rs

  8. luciano em fez dos secretarios, cargos de confiança e o prefeitura de guariba ficarem com briguinhas não seria melhor ele reduzi o salario dos secretarios que esta 5mil reais os cargos de confiança 2 mil e almenta o salario dos funcionarios que é uma vergonha veja so 170 reais de sexta basica é uma misseria o salario nem se fala não é certo ele fica pagando 5 mil reais pro marido da vice la na garagem os vereadores não ve isso vcs sabem que tem a lei do nepotismo vereadores depois vem pedindo voto são tudo uma ladainha só horas extra so para meia duzia de 6 tomem providencia vereadores aprovem um almento digno para os funcionarios que eles tambem são pai de familia vcs não acham em ves de ficar investindo o dinheiro da prefeitura nesse time do guariba não adianta o prefeito fala que a prefeitura não da nada que ele vai ta mentindo toma vergonha.

  9. Olá Luciano,parabéns por esse trabalho de informaçoes.Vc que sempre batalhou no trabalho e é tbem motivo de orgulho para nós Guaribenses.Que Deus continue iluminando seus pensamentos,torcemos por vc, paz a todos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: