Publicado por: lucianonanzer | domingo, 31 maio 2009 - 9:29 PM

Nem tudo é o que parece…

Sempre apoiei iniciativas que fortalecem a democratização da informação e principalmente todos os meios e formas que universalizam o acesso ao que acontece na vida pública, quer seja na esfera Federal, na Estadual e, a essência deste Blog, o municipal.

Quarta-feira no jornal diário da Rádio 105 FM (antiga Primavera FM, em homenagem à Guariba) seu apresentador fez algumas críticas aos vereadores da cidade, dizendo, entre outras coisas, que estes não estavam trabalhando como se devia, não compensando sequer o envio do repórter para acompanhar referida sessão e que os projetos enviados pelo prefeito estavam sendo engavetados.

Nem tudo é o que parece…

Da mesma forma que utilizo o meu Blog para comentar o que acontece nos bastidores da política guaribense, tenho certeza que a emissora também deve, veemente, fazer suas críticas quando se depara com alguma matéria  que possa afetar, de alguma forma, a vida de nossa cidade.

A Sessão não teve a mesma duração que as anteriormente realizadas, porém, foram deliberadas várias matérias.

Até mesmo o Prefeito Municipal em sua visita semanal ao programa da Rádio Comunitária na sexta-feira, ao ser indagado sobre este assunto disse que em momento algum a Câmara estaria engavetando os projetos enviados por ele àquela Casa.

Talvez a Rádio 105 FM ficou triste porque a Câmara Municipal não aceitou a sua proposta financeira para que ela divulgasse em sua grade de programação as atividades legislativas do município.

A emissora tem todo direito de ofertar seus serviços para quem quer que seja, porém, tem o dever de revelar as relações existentes nos bastidores da notícia, para que não haja dúvida entre fato em si e seus interesses comerciais.

O Blog do Luciano é um espaço aberto a todos que queiram deixar suas opiniões, fique a vontade deixando a sua e vendo as dos internautas clicando em comentários logo abaixo.


Responses

  1. Olá Luciano,
    Foi com grande espanto que eu ouvi na quarta-feira o repórter desta empresa de comunicação se referir aos Senhor Vereadores de forma extremamente diferenciada do que vinha sendo feito anteriormente. Fiquei indagando comigo mesmo o porque da mudança de postura. Com seu BLOG sempre prestativo você traz à tona um possível exclarecimento. Espero que não seja esta a causa. Mas se for, é bem triste, falar bem do que quer que seja por dinheiro…….. é triste e pouco profissional/idôneo.

  2. Também concordo com o rapaz ai de cima , me senti ofendido em ver que esta referida emissora vem abandonando o nome de Guariba , começou pela mudança , a posta homenagem deixada pela diretoria antiga era louvavel, agora esta mudança só vem regredir o processo desta rádio junto a cidade , nao estádando mais para acompanhar a programação é Jaboticabal , etc, talvez os interesses dela é outra cidade , assim se faz em Guariba , outra , muitos comunicadores sem noção da verdade , sem amor pela causa , será que o proprietario nao esta ouvindo isso???? mas vamos lá …é minha opinião , nem ouço mais ,apenas fiz meu comentario lendo esta materia postada neste blog.

  3. É triste ver um blog formador de opinião como o seu Luciano, levantar uma leviandade desta:

    “Talvez a Rádio 105 FM ficou triste porque a Câmara Municipal não aceitou a sua proposta financeira para que ela divulgasse em sua grade de programação as atividades legislativas do município.”

    O comentário sobre a Câmara foi isolado, se não o fosse, a emissora, através de seu apresentador e não do repórter como alguns comentam, estaria continuando com a mesma postura, ou seja, de falar mal do legislativo como seu blog afirma.

    Para esclarecimento, o apresentador do Repórter 105 não disse que os projetos estavam sendo engavetados, mas sim que seria necessário mais agilidade no andamento dos mesmos. E sugeriu, inclusive, que os próprios vereadores apresentassem mais projetos para o melhor desenvolvimento de Guariba.

    Quanto ao comentário de que a emissora vem abandonando Guariba, gostaria que este internauta voltasse a ouvir a 105 FM, para verificar que o Jornalismo da emissora tem dado novamente maior enfoque aos assuntos da cidade, bem como transmitindo o futebol da Segunda Divisão acompanhando o Guariba E. C. onde quer que ele vá.

    Inclusive os apresentadores estão usando um chavão bem interessante: A 105 FM leva o nome de Guariba para mais de 50 cidades! Alguém mais faz isso?

    Outra coisa: Guariba vive um momento diferenciado, apesar das dificuldades iniciais quanto a questões financeiras no Governo Municipal e esse, juntamente com os nobres vereadores vem buscando verbas e conquistas para este município. E a direção da 105 FM não seria louca de ir contra este momento tão importante onde a politicagem vem sendo deixada de lado.

    A imprensa teve e tem um importante papel na história da democracia brasileira e tem direito sim de se expressar, como você faz nesse blog, porém devemos ter cuidado com afirmações levianas.

    Outro dado importante é a variedade de assuntos e entrevistas que o nosso Departamento de Jornalismo está enfocando sobre Guariba.

    A 105 FM, que continua sendo Rádio Primavera de Guariba Ltda, estabelecida e recolhendo seus impostos no munícipio, continua e continuará de portas abertas para os munícipes e vereadores da querida Guariba.

    Como integrante da equipe 105 FM agradeço o espaço e desejo sucesso à você e internautas de seu Blog.

    Sandro Spironeli

    • Obrigado pela sua participação Sandro.
      O Blog é um espaço aberto a todos que queiram manifestar seu ponto de vista.
      Da mesma forma que o repórter fez um comentário isolado aos trabalhos da Câmara, eu também fiz um em relação ao que foi por ele dito.
      Saí em defesa do Poder Legislativo devido ao fato de ver aquela Casa empenhada em colaborar com o município no tocante à economia de gastos, tendo, as palavras do apresentador, não correspondendo efetivamente à realidade.
      De qualquer forma, a crítica aos edis serviu para que eles fiquem atentos em suas ações pois a sociedade está ligada.
      Que a emissora esteja sempre aberta aos cidadãos que queiram expor suas opiniões!
      Há projetos que estão tramitando que merecem uma atenção especial da imprensa local.
      Quanto à sua afirmação de “leviandade” nem vou me preocupar, pois sabemos os interesses de cada um, em especial os da emissora.

      • Essa Rádio 105 não tá cum nada, não é de Guariba, tá perdida. Esse cara falou mal e agora dá uma de bonzinho.

  4. Vejo o claro incomodo da Rádio 105 atravez do comentario acima.

    Então veja só a responsabilidade que é lidar com informações e opiniões. ( O Blog em questão informa até mais e melhor que a própria Rádio ).

    Embora leve o nome de Guariba para 50 cidades, não é esta empresa a merecedora isolada de todas nossas atenções, Não há favor nenhum dessa empresa que explora comercialmente propaganda, programas e demais serviços que seus anunciantes pagam… então, essa de querer dizer que são isso ou aquilo e levam o nome da cidade, francamente Faça-me o Favor.

    Quem leva o nome da cidade somos todos nós cidadãos, que nós também damos audiência a vocês , ao Blog deste meu amigo, que mesmo pensando ideologicamente diferente dele nunca precisamos brigar por isso, é um excelente meio de informação.

    Quando vocês pedem agilidade para o legislativo, porque não pedir mais criatividade, melhores ideias e mesmo mais cuidado com o que falam, seja em quaisquer situação, seja de qualquer problema afinal há a lei de imprensa.

    Antes de vocês dizerem que levam o nome para 50 cidades lembrem que vocês são uma empresa comercial e que se não fossem as pessoas simples dessa cidade e mesmo os anunciantes daqui que vos pagam o que seria desta rádio ??

    Portanto Senhores , podem caprichar na resposta, não tem problema, mas acho que o Blog do Luciano tem todo direito de levantar essas situações, visto que vocês não se importam em dizer a notícia e falarem em seus microfones.

    … Então o cidadão em geral, legislador, o sevidor, mesmo o prefeito e porque não o Blog do Luciano, que como vcs dizem e um formador de opinião não tem o direito , a liberdade de expressão ?

    Se vocês que recebem para isso tem, qualquer cidadão, pode, desde que não ofenda as pessoas também pode. Luciano é isso aí…

    Imprensa e Jornalistas são trabalhadores como nós todos não são mais nem menos que ninguém, e se estão recentidos com alguma coisa antes de dizerem no ar procurem conversar antes de falar no ar.

    Abraço a todos

  5. Concordo que a imprensa talvez tenha feito durante a historia a sua participação, porém tenho uma visão que a imprensa nunca foi e nunca será democratica.
    Pois uma emissora é como uma empresa, visa lucros e não trabalha no prejuizo, vende aquilo q o povo quer ouvir e não o que é o certo, população devemos tomar conciencia e paramos de ouvirmos programas que não nos tras embasamento cultural ou seja, aprendizado.
    Sempre se falou ou se pregou os interesses particulares de uma menoria, é facil criticar, é facil falar, dificil é participar da vida publica.
    Por isso, acredito q a imprensa deva fazer o papel de levar informações concretas e corretas para a sociedade, e não opinar o pensamentos de algum membro que não entende ou nunca procurou saber sobre a vida publica.
    Para falarmos, devemos dominar o assunto, entender sobre politica e acredito que Guariba será muito beneficiada.
    A Camara municipal junto com a prefeitura tem um grande papel nesses 4 anos, desenvolver o nosso municipio e tenho fé nessa nova administração.
    Quero deixar bem claro q naum estou criticando uma emissora em particular, estou criticando os programas.
    Admiro o trabalho desse rapaz Luciano Nanzer, pois é um homem de coragem.

    abraços a todos.

    Paulo Caseri Jr.

  6. Ambas instituições são de suma importância para um municipio – Camara e Emissora de Rádio – porém ambos tem que fazer o seu papel com lisura e profissionalismo, ou seja, cada um no seu papel.

  7. Porque não tem mais nenhum comemntario neste blog nos dias 03 04 de junho.

  8. Bolivar Francisco, Wilsom Victor, Luiz Pericliz, Diva Rochinho, Lenir More- Euclides da Cunha BA]

    Senhores Deputados do estado da BAHIA.
    Com sinceros cumprimentos, apelamos Vossa sensibilidade, no sentido de apresentar em plenário nesta quinta-feira (04/06/09) com base no artigo 114 incisos IV e XlV do Regimento Interno da Câmara dos Deputados, REQUERIMENTO solicitando a apreciação do Recurso 240 de 2009, podendo ser verbal ou escrito, na forma regimental, inclusão na ordem do dia o Recurso 240 de 2009, cujo Parecer foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e publicado em 07/04/2009 no Diário da Câmara dos Deputados. Na certeza de merecermos Vossas atenções subscrevemo-nos, Atenciosamente, BOLIVAR FRANCISCO ALVES LENIR MARIA MORE JOSÉ WILSOM MATOS VITOR DIVA ROCHINHO LUIZ PERICLIZ DE ABREU

  9. Fica meio claro no comentario do jovem Sandro em cima sobre os trabalhos da radio ,alias quem é sandro???? ele só vem receber seu salario aki de Guariba deveria saber mais sobre a cidade , na Camara , o dito reporter se quer presta a atenção nos assuntos , fica meu repudio sim contra a tal radio e sua equipe , ouvia o jornal deles , não ouço mais , é só Jaboticabaçl etc, levar o nome para 50 cidades até uma placa de carro leva , dificil é fazer por ela ….. Mas sucesso a esta equipe de desconhecidos e forasteiros ……

  10. “Não há mentira completa. Até o mais ingênuo e instintivo dos mentirosos, ao compor suas invenções, usa retalhos da realidade…”

    Dependendo o que se queira por na cabeça das pessoas ou induzir a acreditar se fazem ou se usam indevidamente notícias com bravatas e palavras muito bem engendradas.

    Assim como na política, alguns meios de comunicação não observam certas condutas que deveriam ter.

    Guariba é muito maior que qualquer palavra que possa ser dita no microfone de qualquer rádio. Nossa cidade tem história pelo povo que ela tem, não pelas figurinhas carimbadas que hora ou outra aparecem na política, na mídia e nos jornais …. Boa Semana.

  11. po to muito chateada pois o mazal nao esta mais na 87 fm!!!!!quer saber oooo 105 pra melhorar essa espelunca ai de vcs contrata o mazal que esse sim é fera!!mazal.mazal.mazl

  12. A PEC dos Vereadores e a nova decisão do STF
    A coluna ‘Amplo Direito’ tem recebido grande aceitação, especialmente entre os estudantes de Direito e, nesta oportunidade, a pedido, cede espaço ao inteligente universitário Mauro Monção, aluno da FAP, que oferece aos leitores o artigo a seguir, bastante atual.
    EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 58 E A FRUSTRAÇÃO DOS SUPLENTES DE VEREADORES DIANTE DA DECISÃO DO STF.
    É cediço que o Congresso Nacional depois de muitas discussões e regular tramitação da conhecida “PEC DOS VEREADORES”, promulgou dia 23/09/2009 a Emenda Constitucional nº 58, que foi publicada no Diário Oficial da União dia 24/09/2009, sendo neste momento a referida norma integrante do texto constitucional pátrio.
    Com a nova regra constitucional retroagindo as eleições de municipais de 2008, com disposição expressa no art. 3º inciso I da Emenda Constitucional nº 58/2009, surge mais um entrave, desta feita a resistência das atuais composições dos legislativos municipais e as manifestações públicas do presidente do STF Ministro Gilmar Mendes e do presidente do TSE Ministro Carlos Ayres de Brito, que criou um efeito espanto e assombroso em alguns juízes eleitorais.
    Mesmo diante da conquista legislativa dos suplentes de vereadores de todo Brasil, depois de inúmeras manifestações em Brasília, agora é a vez da frustração, pois a Ministra Carmem Lúcia do STF concedeu liminar na Ação Direta de Inconstitucionalidade nº 4.307, proposta pela Procurador-Geral da Republica, suspendendo os efeitos retroativos previstos na EC 58, sendo que até a decisão poucos foram os vereadores que tomaram posse.
    Uma coisa é certa, a Emenda Constitucional nº 58 é uma realidade jurídica que entrou no texto constitucional como norma de eficácia plena, de efeitos imediatos e de cumprimento obrigatório.
    Vejo com preocupação as manifestações públicas de duas das maiores autoridades do judiciário brasileiro, presidentes do STF e TSE no que se refere à matéria, onde são categóricos em dizer que são contra a retroatividade da norma para as eleições de 2008, e a forma vinculante de suas manifestações que ocorreu até o ajuizamento da Adim nº 4.307, e conseqüente suspensão da norma constitucional pela Ministra Carmem Lúcia do STF.
    Juizes Eleitorais e Tribunais Regionais Eleitorais aguardam a posição do STF sobre a matéria, em visível desobediência a Constituição Federal e um verdadeiro desrespeito ao Congresso Nacional, em suas atribuições de legislar, o que demonstra um perigoso sentimento dos órgãos do judiciário brasileiro de que mais vale uma entrevista dos presidentes do TSE e STF do que um texto constitucional.
    Fala-se muito na mídia que a EC 58 é inconstitucional, pois os defensores da suposta inconstitucionalidade alegam que as regras somente valerão para as eleições de 2012, não retroagindo como diz o novo texto constitucional as eleições municipais de 2008.
    A suposta inconstitucionalidade da EC 58, segundo os argumentos do Procurador-Geral da República, seria afronta ao devido processo eleitoral, bem como o art. 16 da CF/88 e o princípio da segurança jurídica, no qual discordo, para que seja considerada inconstitucional uma emenda à constituição brasileira, pelas regras atuais, pode ocorrer de duas formas, primeiro formalmente, se desrespeitar o próprio processo legislativo, e segundo materialmente, que não poderá afrontar as cláusulas pétreas, previstas no § 4º do art. 60 da Constituição Federal.
    O que se percebe é um desconhecimento do novo texto constitucional e seus fundamentos, ou seja, a carga axiológica da norma se comparado com a realidade atual, pois as regras criadas para as eleições de 2008, que fixaram os atuais números de vereadores, foram disciplinadas por uma Resolução do TSE, que não é Lei e tão pouco são prerrogativas do judiciário legislar, embora não seja o que acontece na prática.
    Destaca-se que a Resolução do TSE nº 21.702/04, que estabeleceu os critérios para a fixação do número de vereadores brasileiros, foi objeto de controle de constitucionalidade pelo STF, por meio das ADIs 3345 e 3365, sendo considerado constitucional pelo STF, cujo resultado foi 10(dez) votos a 01(um) dos Ministros da Corte Suprema, vencido o Ministro Marco Aurélio, com a devida vênia, um resultado corporativista.
    Ainda no que se refere ao julgamento acima mencionado, no meu ponto de vista, a divergência do Ministro Marco Aurélio foi o único sentimento de guardião da constituição, ou seja, onde a Constituição Brasileira foi observada, sendo o resto posições de conveniência e oportunidade subjetiva, desconsiderando a tarefa do legislador. Neste sentido seguem trechos do Voto vencido do Eminente Ministro Marco Aurélio, “…..não cabe ao TSE, nem STF, regulamentar a Lei, (…) Não reconheço a competência do TSE e do STF atuar com essa repercussão”. Continuando com o voto, o Ministro Marco Aurélio destacou que a Resolução do TSE afastou as leis orgânicas municipais, o segundo ele foi uma violação à Constituição da República. – “Será que é dado desconhecer essas leis orgânicas sem afastá-las mediante procedimento próprio da ordem jurídica?”, perguntou o ministro.
    Ressalta-se que a bondosa Resolução do TSE, que disciplinou as regras das eleições de 2008, somente cuidou em diminuir o número de vereadores, com isso, beneficiando a classe que mantém o monopólio político nas câmaras municipais e que dispõe de condições financeiras para se eleger facilmente; não houve na espécie a diminuição dos repasses do duodécimo das câmaras. Diante de uma hermenêutica clara é fácil concluir que a composição atual das câmaras municipais, estabelecidas pela Resolução do TSE, é que afronta a constituição quando fere o pacto federativo onde estabelece a autonomia municipal, que tem competência por suas Leis Orgânicas para disciplinar o número de vereadores, tendo como parâmetro a Constituição Federal.
    Por outro prisma, a Resolução do TSE não trouxe qualquer benefício à sociedade brasileira, tendo em vista que não se vislumbra qualquer diminuição nos gastos públicos dos legislativos locais, muito pelo contrário se observarmos a situação do ponto de vista social, pois diminuiu a representatividade nos municípios, sendo que o vereador, quando exerce suas atividades com seriedade, tem uma função social importante nas comunidades pobres do Brasil, e tenho certeza que este foi o sentimento do legislador ao introduzir no texto constitucional a EC 58.
    O novo texto constitucional, introduzido pela EC 58, é claro e preciso em estabelecer os impactos financeiros nos municípios, disciplinando os repasses, inclusive diminuindo suas respectivas porcentagens, evitando qualquer discussão quanto a possíveis excessos de gastos públicos.
    Observando atentamente a EC 58, não se consegue vislumbrar qualquer inconstitucionalidade, não contendo nenhum vício formal ou material, o que deixa claro sua constitucionalidade, sendo que no processo legislativo a retroatividade da lei é admitida se expressamente prevista pelo legislador, no caso em tela, o que ocorreu foi uma correção à usurpação da tarefa do legislador pelo TSE, como isso o Congresso Nacional fez a modulação dos efeitos.
    Espero que o princípio da separação dos poderes não seja vilipendiado, e que o STF não torne inútil o Congresso Nacional, aguardaremos a decisão do mérito da Adim nº 4.307.
    MAURO MONÇÃO DA SILVA. Bacharelando em Direito, 10º Semestre da Faculdade Piauiense – FAP. Pós-Graduando em Direito Eleitoral – Faculdade Darcy Ribeiro.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: